NOVE CRÔNICAS PARA UM CORAÇÃO AOS BERROS

Ficção | HD/35mm | 2012 | 93 minutos
Uma produção 400 Filmes, Effects e LudoFilmes
Produção independente
Patrocínio de finalização: Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal
Classificação indicativa: 14 anos

DISPONÍVEL EM TODA A AMÉRICA LATINA NA NETFLIX E NO ITUNES
Disponível em HD no NOW, plataforma de vídeo sob demanda da Net
Exibido comercialmente em nove capitais brasileiras (2013-2014)

SINOPSE: Larissa não gosta mais de Mário; Leopoldo não sabe se vai ou se fica; Júlio ainda vive com a mãe; Simone cansou de ser prostituta; Vanise se lembrou o que significa ser mulher; Philipp não quer voltar para a Alemanha; Carol carrega um cemitério de lembranças; André quer fazer uma música diferente; Denise decide viver novas experiências enquanto há tempo. Nesse surpreendente mosaico de relações humanas e situações cotidianas, homens e mulheres de diferentes idades sentem uma intensa necessidade de se reinventar. Todos vivem o momento da guinada, cada um a seu modo.

Prêmios:
31º Festival Cinematográfico Internacional del Uruguay – Competição Nuevos Realizadores: MENÇÃO ESPECIAL DO JÚRI ACCU/FIPRESCI (Montevidéu, Mar/2013)
10º Festival de Cinema de Maringá – Ficção: PRÊMIO DE MELHOR DIREÇÃO (Set/2013)

Outros festivais:
36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo – Competição Novos Diretores (Out/2012)
16ª Mostra de Cinema de Tiradentes – Mostra Homenagem (Jan/2013)
16º Cine Las Americas Intl. Film Festival – Comp. Longas de Ficção (Austin, EUA, Abr/2013)
Virada Cultural (São Paulo, Mai/2013
17º Florianópolis Audiovisual Mercosul – Mostra de Longas Mercosul (Jun/2013)
10º Prêmio FIESP/SESI-SP de Cinema (Mar/2014)

O que falaram do filme:
Artigo na Revista da Cultura
Crítica no Blah Cultural

Outros links:
– Trailer (definitivo): YouTube
– Trailer (1ª versão): Vimeo
– Facebook: www.facebook.com/NoveCronicasParaUmCoracaoAosBerros
– Site (em português): www.novecronicas.com
– IMDb: www.imdb.com/title/tt2379192/

Direção e produção: Gustavo Galvão
Roteiro: Gustavo Galvão e Cristiane Oliveira
Produção executiva: Guilherme Bacalhao, Marina Volpatto e Thalita Ateyeh
Assistência de direção: Cristiane Oliveira
Direção de fotografia: André Carvalheira
Direção de arte: Valéria Verba
Montagem: Marcius Barbieri
Som: Ricardo Reis
Trilha original: Assis Medeiros (produção de Jimi Figueiredo)
Elenco (por ordem alfabética): André Frateschi, Cacá Amaral, Carolina Sudati, Charly Braun, Cristiano Karnas, Denise Weinberg, Eucir de Souza, Evelyn Ligocki, Felipe Kannenberg, Júlio Andrade, Larissa Salgado, Leonardo Medeiros, Marat Descartes, Marcelo Coutelo, Mário Bortolotto, Paula Cohen, Plínio Soares, Ramiro Silveira, Rejane Zilles, Rita Batata, Rodrigo Bolzan, Simone Spoladore, Vanise Carneiro, Vinícius Ferreira



PALAVRAS DO DIRETOR

Admiro os filmes pessoais, filmes assim costumam me pegar de jeito. Tenho a sensação de descobrir algo íntimo – que o realizador confessa em segredo, ou deixa escapar meio sem querer. Essa intimidade me interessa cada vez mais, daí a fascinação que sinto por filmes “pequenos”. Tanto que decidi fazer um. Fiz alguns curtas-metragens dessa forma, sentia que havia chegado a hora de fazer um longa. Tinha muitos sentimentos guardados dentro de mim, precisava liberar tudo isso com urgência.

Não sei ao certo quando começou essa aventura de fazer um longa-metragem com pouco dinheiro, de forma independente e urgente. O que eu lembro bem é que estava obcecado por artistas das vanguardas européias e da contracultura norte-americana, que faziam o que queriam com o que dispunham. Era setembro de 2009. Passei algumas semanas entre San Francisco e Nova York, o que ativou histórias que guardava fazia tempo. Percebi que essas histórias ainda me tocavam e a vontade de torná-las visíveis palpitava em mim. Em menos de dois meses, comecei a chamar os amigos para fazermos um filme. Sim, um longa: Nove Crônicas para um Coração aos Berros.

As histórias que compõem o filme foram desenvolvidas como textos livres, voltados para temas cotidianos e destituídos das amarras de um roteiro cinematográfico típico. Por isso o termo “crônicas” no título. São nove histórias que se mesclam e se deixam contaminar, todas sobre um mesmo tema: pessoas que se encontram numa espécie de encruzilhada em sua vida, que precisam se renovar logo, senão… O importante é mudar.

Tal qual os personagens que começavam a ganhar vida a cada conversa e a cada ensaio, eu também sentia uma enorme necessidade de me reinventar. Foi com esse sentimento, tão evidente em meus olhos e nas minhas falas, que abordei os atores e os técnicos. Inclusive parceiros antigos. Com o talento e a entrega de todos eles, seguimos o objetivo de fazer um pequeno-grande filme.



DESFILE DE GRANDES ATORES

O elenco é a grande atração de Nove Crônicas para um Coração aos Berros. Ao reunir atores consagrados com jovens talentos oriundos do teatro e/ou de curtas, o filme promove um desfile de grandes interpretações e situações curiosas.

“Trabalhar com esses atores me ensinou muito, valeu por um curso inteiro de cinema e de teatro, juntos!”, comenta o diretor Gustavo Galvão, que escolheu a dedo os 24 atores. “Cada ator tinha uma forma de ser acessado e tirar o melhor de cada um exigiu muito de mim. Foi um privilégio criar em conjunto com todos eles. E muito divertido também!”